Developers, aproveitem as lite apps!

Desenvolver para redes 2G e para dispositivos de baixa gama com grandes limitações de memória e de espaço de armazenamento deve ser encarado como excelente oportunidade, considera Antoine Moreau, CEO da OLAmobile.

antoine_moreua-ceo-da-olamobile

Antoine Moreau, CEO da OLAmobile

É inevitável que as lite apps tenham um enorme impacto nos mercados emergentes. Há um enorme potencial a ser explorado pelos developers na India, América Latina e Sudeste Asiático, uma vez que a competição é menor e a penetração menos dispendiosa.

Aqui garante-se um índice de angariação de utilizadores bastante interessante, com menor esforço e budget mais reduzido. Não são apenas os pequenos players que olham para as lite apps, são também as grandes empresas a explorar este segmento, veja-se o exemplo do Facebook.

Developers de todo o mundo deveriam ter como principal objetivo aproveitar esta enorme oportunidade de estar na primeira vaga tecnológica destes mercados emergentes. Desenvolver para redes 2G e para dispositivos low-end com grandes limitações de memória e de espaço de armazenamento deve ser antes encarado como alternativa a um ecossistema completamente repleto de aplicações provenientes e desenvolvidos em específico para o mercado não-emergente. Esta é, sem dúvida, uma excelente oportunidade!

Os developers deveriam ainda manter o seu foco em locais específicos. Na minha visão, não faz sentido estar a apostar em apps que tem como destino smartphones, com capacidade de processamento elevado, memória, armazenamento, redes 4G, se a minha realidade for muito aquém desta.

Se o meu target for localizações emergentes tenho de ter relevância e ser uma mais-valia para o meu potencial cliente. Se não percebo a necessidade do mercado e até onde este pode ir, não estou a fazer uma avaliação inteligente do meu produto, não estou a aproveitar e muito menos capitalizar o que de melhor posso oferecer.

O melhor da lite app é que pode ser utilizado tanto por dispositivos low end como smartphones. Isto significa que numa fase inicial o mercado é abrangente e com potencial de crescimento, ao contrário de apps feitas especificamente para smartphones (mercados não-emergentes). Podemos questionar se isto irá atrasar a introdução de smartphones nestes mercados, mas acredito que não porque estes dispositivos têm muitos mais prós que não podem ser menosprezados.

Os utilizadores compram-nos pelo design, status, a qualidade de hardware, a resolução das câmaras, etc. A economia da lite app tem bem definida os dois tipos de telemóveis e seus utilizadores, e o seu crescimento comprovam-no.

O digital já provou que devemos olhar para o mercado como global, mas cada região tem especificidades únicas que não podem, nem devem ser ignoradas, e aproveitar o que os mercados nos oferecem, olhar para os mercados com potencial de crescimento, não pode ser de forma alguma ignorado. Developers, aproveitem!




Deixe um comentário

O seu email não será publicado