Outsystems opta por suportar “plug-ins” Cordova

A próxima versão da plataforma de desenvolvimento do fabricante procura resolver três desafios principais do desenvolvimento de aplicações móveis de negócio.

arquitectura de app_outsystemsA  Outsystems optou por preparar a versão 10 do seu sistema de desenvolvimento Platform, para  usar os “plug-ins” ou matrizes de desenvolvimento de aplicações móveis Apache Cordova. Os elemento de software passam a fazer parte da arquitectura das apps proposta pelo fabricante, como aposta estratégica numa tecnologia que deverá vingar no mercado, segundo o CEO da empresa, Paulo Rosado.

Quando surgir no mercado, no início do Verão para os clientes pioneiros, a Platform 10 virá preparada para o desenvolvimento de aplicações nativamente móveis. De acordo com aquele responsável, a nova versão foi concebida a partir da análise de três desafios identificados no desenvolvimento de aplicações móveis  B2C de primeiro grau e para força de vendas:

– suportar uma experiência de mobilidade nativa, com desempenho sem latência (a 60 fps);
– garantir o aproveitamento total das capacidades de hardware do dispositivo móvel;
– assegurar o funcionamento offline sem quebras.

O último é um dos problemas mais difíceis de resolver na ciência do software, disse Paulo Rosado, durante o NextStep. E os três foram resolvidos com a utilização de extensões, disse. A Outsystems diz ter identificado 84 padrões comuns de usabilidade e que consegue garantir o suporte predefinido a 62. Para os restantes, oferece opções de customização.

A Platform 10 possibilitará o desenvolvimento para os três principais sistemas operativos de mobilidade no mercado, Android, Windows e iOS.  Paulo Rosado assinalou uma série de capacidades da plataforma, asseguradas com recurso a economia de código (“low code”), sem referir números mais concretos:

‒ a lógica de negócio é alojada nos dispositivos móveis e o funcionamento da aplicação em modo offline fica garantido;

‒ a integração com código existente é realizada com extensões, de forma bastante automatizada – com um clique diz o responsável;

‒ a plataforma será capaz de gerar código para a parte de servidor e para o cliente de mobilidade, em simultâneo.

‒ a nova versão foi concebida para preparar automaticamente o software para avaliação das lojas de apps, e com segurança de grau empresarial.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado