Dossier: Comunicações Unificadas

Enquanto o mercado português de comunicações unificadas terá sofrido uma natural contracção, segundo alguns responsáveis, no âmbito tecnológico estará no horizonte um potencial factor de disrupção: a WebRTC.

 

O mercado português das comunicações unificadas tem evoluído para a maturidade, tendo registado nos últimos 12 meses uma tendência para a contracção – a qual não será alheia a conjuntura económica. A uma escala mais global o segmento está a tomar cada vez mais contacto com a tecnologia a WebRTC (Real Time Comunications).

Alguns observadores dizem que será um factor de disrupção no âmbito das comunicações. Uma das suas características mais significativas é o facto de poder eliminar a necessidade de um utilizador usar um software cliente de conferência separado.

Acredita-se que continuará a haver mercado para plataformas de comunicações unificadas, com enriquecimento das mesmas. Mas não sem algumas mudanças e pressão acrescida sobre departamentos de TI.

Ainda será cedo para prever como o mercado vai reagir, e a própria tecnologia ainda precisa de amadurecer.

> Leia aqui a edição completa (pdf)

 

 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado

12 + two =