gavgavka.com

BYOD perde fulgor, diz a Nucleus

14 de Novembro de 2012 às 13:42:47 por Computerworld

A maioria dos consultores considera a tendência como uma das principais para 2013. Mas a Nucleus Research acredita que no próximo ano muitas empresas vão optar por não aderir a políticas de BYOD.

A tendência para os empregados usarem os seus dispositivos pessoais em contextos laborais ( Bring Your Own Device – BYOD) uma das principais tendências para o próximo ano, segundo a maior parte dos consultores de tecnologia. Mas, em contraste, Nucleus Research defende um visão diferente: as BYOD deverá perder fulgor conforme a estratégia de mobilidade das empresas seja implantada e cresça.

Assim na opinião da consultora, a tendência atingirá a sua quota máxima de penetração no corrente ano à escala mundial. E em 2013 haverá já “uma revisão” do modelo adoptado pelas empresas.

Sendo ainda mais incisiva, a consultora considera que os benefícios  da BYOD são, no mínimo, questionáveis. “A realidade é que os gastos com suporte, ameaças de segurança, ou o custo de propriedade não são assim tão claros. Conforme os CFO avaliem os factores a favor e contra a adopção da BYOD, em 2013 tentarão encontrar outros modelos, tais como o das contas corporativas”.

Apesar desta posição segundo vários analistas os CIOs estão vendo inúmeras oportunidades na BYOD. Um deles, é o facto de os empregados assumirem os custos de compra de smartphones e, em menor medida, dos tablets. Além disso, os funcionários também passam a ser, em grande parte, responsáveis pelo suporte aos seus próprios dispositivos. Depois  há a promessa de a produtividade dos funcionários em regime BYOD  aumentar, baseada na fusão entre a vida pessoal e laboral.

Grandes empresas como a Ingram Micro, a Cisco e a VMware, estão a apostar na BYOD considerando importantes as economias alcançadas. A Gartner mantém a BYOD como tendência importante nas suas previsões para 2013, e acredita que os dispositivos móveis vai suplantar os PC como as ferramentas de acesso mais comuns à Internet.

A Forrester Research, por sua vez, diz que a popularidade do iPad entre os utilizadores deverá acelerar a introdução dos tablets nas empresas. De acordo com a consultora, 81% das empresas pretendem estabelecer estratégias para a adopção de tablets. E em 2016, 250 milhões de tablets serão usados para fins profissional.

Tags: , , , ,

Insira um comentário, ou crie um trackback no seu próprio site.

Deixe o seu Comentário