Internet é base para criação de trabalho e crescimento económico

Câmara de Comércio Internacional defende “forte correlação entre o crescimento económico e o investimento na Internet”.

Leia o comunicado na íntegra:
O 7º Internet Governance Forum (IGF) centrou-se na manutenção da livre circulação de informação online e na maximização do potencial económico da Internet.

Os stakeholders têm o dever de colaborar mais para gerar as alterações positivas necessárias para fomentar o livre comércio e investimento na Internet, de modo a solidificar o crescimento económico futuro e a manter a livre circulação de informação. Esta foi a mensagem principal transmitida na abertura do 7º Internet Governance Forum (IGF) na capital do Azerbaijão, Baku, por Jean-Guy Carrier, Secretário-Geral da Câmara de Comércio Internacional, em nome da iniciativa “Business Action to Support the Information Society” (BASIS) da CCI.

Dirigindo-se a cerca de 1.700 líderes empresariais, autoridades governamentais, especialistas técnicos de Internet e representantes da sociedade civil que participam no IGF deste ano, Carrier referiu que “as empresas sentem mais do que nunca a importância do livre comércio e investimento, do respeito pelo Estado de Direito e da previsibilidade regulatória, para dar lugar ao crescimento e à criação de emprego. Mais ainda, a redução das fronteiras no comércio mundial e os laços económicos que a Internet torna possíveis tirou milhões de pessoas da pobreza e contribuiu para melhorar os níveis de vida em todo o mundo”.

Carrier destacou a forte correlação entre o crescimento económico e o investimento na Internet, desafiando os intervenientes para uma estreita colaboração na capitalização desta relação enquanto se trabalha numa Internet inovadora, caracterizada pela livre circulação de informação. O Secretário-Geral falou também na importância da criação de um ambiente de regulação e de políticas viabilizadoras como o caminho para a criação de emprego, destacando o papel vital da cooperação multi-institucional para assegurar uma aproximação às questões de administração da Internet.

“Promovendo o diálogo, a construção de relações e o encontro de vários intervenientes, acreditamos que o IGF garante o espaço necessário a uma colaboração que ajude na resolução destas questões de interesse comum”, disse Carrier.

“Esta aproximação única está a ajudar-nos a fazer avançar o nosso entendimento e o nosso pensamento para soluções possíveis para áreas de políticas de administração da Internet que nos ajudarão a alcançar uma sociedade de informação capaz de aumentar as perspetivas económicas e sociais em todo o mundo.”

Este ano no Azerbaijão, os membros do BASIS – representantes de organizações como AT&T, Cisco, Google, Facebook, Lockheed Martin, Tata Consultancy Services, The Walt Disney Company, Verizon, a World Information Technology and Services Alliance e a Association for Competitive Technology, juntaram-se a debates e workshops com o objectivo de proporcionar perspectivas de negócio valiosas num leque de assuntos – que incluem a privacidade, a segurança e a livre circulação de informação online – e ajudar a sensibilizar para a necessidade do mundo empresarial continuar a contribuir para o desenvolvimento da sociedade de informação.

Todos os anos no IGF, a ICC BASIS actua como a voz do comércio mundial no diálogo internacional sobre a melhor forma da Internet e das ICT’s actuarem como motores do crescimento económico e do desenvolvimento social.

Foi sempre uma convicção da CCI que o formato e os princípios fundamentais do IGF devem ser protegidos para garantir respostas adequadas para as mais importantes questões da Internet mundial económica e social.

Leave a Reply

Your email address will not be published.