OutSystems oferece aplicações para acelerar disponibilização

A nova versão 6.0 da Agile Platform traz um pacote integrado de aplicações empresariais prontas para implantação e utilização. O CEO Paulo Rosado revela que a empresa continuará focada nos problemas de aprovisionamento de infra-estruturas virtuais.

A OutSystems disponibilizou a nova versão 6.0 da Agile Platform, sendo uma das mais importantes novidades a oferta de um pacote integrado de aplicações empresariais prontas a usar, mediante uma implantação cuja duração será de horas. Podem ser testadas, alteradas, e são gratuitas.

Fazem parte de uma estratégia para facilitar e acelerar a disponibilização de aplicações de negócio. E mostram o que se pode fazer com a plataforma da Agile, explica Paulo Rosado, em entrevista ao Computerworld.

Computerworld – Como é que a disponibilização destas aplicações serve a vossa  estratégia? A iniciativa não envolve riscos de conflito com parceiros? Como esperam gerir isso? Qual é a vossa necessidade em desenvolver esta iniciativa?
Paulo Rosado – A disponibilização destas aplicações vai acelerar o processo de entrega de aplicações desenvolvidas com a Agile Platform, vai servir como mostruário do tipo de aplicações que podem ser desenvolvidas e vai também destinar-se a uma grande maioria das necessidades funcionais das empresas, incluindo recursos humanos, CRM ou até aplicações Web para a área de e-commerce.

Cada aplicação resolve um determinado problema recorrente nas organizações, sobretudo quando existem mudanças no negócio, podendo ser facilmente alteradas de acordo com as necessidades. Através das [email protected] a OutSystems vai apresentar exemplos de aplicações que demonstram as interfaces mais avançadas e seguindo os princípios de arquitectura mais correctos.

Os nossos parceiros são encorajados a tirar partido das [email protected] e, em breve, podemos mesmo incluir novas aplicações desenvolvidas com parceiros chave. O nosso principal objectivo é demonstrar o melhor que a OutSystems e os seus parceiros podem desenvolver com base na Agile Platform.

CW – Quais são os contributos do trabalho desenvolvido em conjunto com a Carnegie Mellon em segurança na nova plataforma?

PR – A OutSystems é o parceiro industrial do projecto INTERFACES do programa CMU-Portugal [com a universidade norte-americana de Carnegie Mellon]. Neste projecto, são efectuadas investigações por uma equipa de projecto que contém elementos da OutSystems, investigadores do CITI/FCT-UNL [Centro de Informática e Tecnologias da Informação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa] e da CMU.
Na área da segurança no acesso a dados, foi criado um modelo inovador que facilita aos programadores a garantia de segurança das aplicações, incluindo verificações rigorosas da sua correcção, o que é particularmente importante na área da segurança informática. Parte desta criação foi já programada e introduzida na Agile Platform 6.0, através da adição de um novo módulo de gestão de utilizadores, roles, grupos, e aplicações. Estamos também a preparar a escrita de uma patente nesta área.

CW – Que características ou tecnologias foi necessário desenvolver ou adicionar à plataforma para se tornar mais integrável com a Cloud?
PR – A Agile Platform foi desenvolvida desde o início, em 2001, com o modelo “Cloud” em mente. Nessa altura o termo “Cloud” ainda não tinha sido cunhado, mas muitos dos conceitos já estavam a ser explorados. Usámos esses conceitos e garantimos que a Agile Platform encaixava num modelo em que todo o ciclo de vida de uma aplicação podia ser gerido através da Internet. O facto de termos iniciado essa estratégia em 2001, permitiu-nos dar muito rapidamente o salto para a cloud, e fornecer desde muito cedo a possibilidade de os nossos clientes instalarem as suas versões da plataforma na cloud, sem ser necessário qualquer tipo de adaptação especial à plataforma.
CW – O que falta aperfeiçoar para a próxima versão da plataforma? Qual é a vossa visão para evolução tecnológica do segmento onde se insere a Agile; quais são as principais tendências?
PR
– Os temas relacionados com as aplicações móveis e com a cloud continuam muito actuais e com uma grande possibilidade de evolução. Genericamente, continua-se a sentir a necessidade de uma maior simplicidade no aprovisionamento e gestão de uma infra-estrutura virtual.

A OutSystems continuará a investir nestes temas de uma forma sempre muito pragmática e alinhada com uma visão de longo termo.

Outras novidades da versão 6.0:
– automatização e simplificação do desenvolvimento de aplicações de mobilidade para um vasto conjunto de smartphones, incluindo iPhone, Android e Windows Mobile 7,  suportada por tecnologias como IntelliWarp e TrueChange;

– preparada para cloud computing (Platform as a Service ou PaaS), procurando proporcionar redução de custos de estrutura;

– nova interface concebida para suportar um controlo operacional melhorado, incluindo a gestão da utilização por parte dos utilizadores finais.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado